AbstractsLanguage, Literature & Linguistics

Sound and language in discourse: relationships and representations in the film Mulholland Drive

by Maiza de Lavenère Bastos




Institution: UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA
Department:
Year: 2007
Keywords: LINGUISTICA, LETRAS E ARTES; Literatura; Literatura e cinema; Análise do discurso
Record ID: 1077464
Full text PDF: http://www.tede.ufsc.br/tedesimplificado//tde_busca/arquivo.php?codArquivo=137


Abstract

Tendo em vista o crescente interesse por análises multimodais de diferentes tipos de mídia, meu objetivo neste trabalho é investigar como as relações e representações entre alguns dos personagens do filme "Cidade dos Sonhos", de David Lynch, são estabelecidos através de elementos não-verbais e verbais. Os elementos analisados são aspectos da trilha sonora e as escolhas lingüísticas dos personagens em quatro cenas do filme. Para isso, base teórica para a análise de trilha sonora desenvolvida neste trabalho se situa na área de multimodalidade, mais especificamente na área de semiótica do som proposta por van Leeuwen (1999). Somados à análise de elementos da trilha sonora, a perspectiva teórica aplicada à analise dos elementos verbais tem como base aspectos da Gramática Sistêmica Funcional proposta por Halliday (1984; Halliday &Matthiessen, 2004). Os resultados possibilitam o entendimento da construção de relações entre os personagens e classificação de detalhes importantes no filme, que são evidenciados pelo uso de qualidade de voz, juntamente com as escolhas lingüísticas dos personagens. Tais conclusões podem contribuir para o entendimento de como uma comunicação não-verbal e verbal pode construir relações e representações. Bearing in mind the increasing interest for multimodal analysis of different types of media, my objective in this study is to investigate how relationships and representations among some of the characters of the film Mulholland Drive, by David Lynch, are established through non-verbal and verbal modes. The analysis focuses on elements of the soundtrack and the linguistic choices of specific characters in four scenes of the film. The theoretical basis for the analysis of the elements of the soundtrack derives from the area of multimodality according to the semiotic of sound as proposed by van Leeuwen (1999). And the theoretical perspective for the analysis of the verbal elements draws on aspects of Systemic Functional Linguistics as proposed by Halliday (1984; Halliday &Matthiessen, 2004). Results enable the understanding of the establishment of relationships among characters and classification of important details in the film, which are evidenced by the use of voice quality together with their linguistic choices. Such findings may contribute to the understanding of how representations and relationships may be built through non-verbal and verbal communication.